Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

04
Ago 08

 

"The Dark Knight". Um grande filme, uma intriga excelente e um elenco de luxo. Com grandes actuações de Christian Bale, Aaron Eckhart, Morgan Freeman e Michael Caine. Porém, é inevitável que as atenções, ao longo de todo o filme, se centrem num único actor: Heath Ledger. É impossível tirar os olhos dele e da sua extraordinária performance. A última. A melhor. E, por isso, queremos absorver toda a sua actuação, aproveitar e desfrutar da sua arte de representar... Uma última vez.

O Joker (Coringa) é um personagem complexo e incompreensível, possuído pela loucura, com um olhar obsessivo e penetrante, um tique maníaco com a língua, o rosto alterado pintado de branco e tingido de vermelho. Um sorriso forçado com esse vermelho sangue. As cicatrizes. A personagem sinistra pode hoje ser vista como um presságio do que acabou por acontecer.

 

 

Este foi, literalmente, o papel da vida de Heath Ledger. E que papel! Que actuação! Verdadeiramente arrepiante. Perfeito a todos os níveis. Heath Ledger recriou esta personagem de BD de forma única, intensa e profunda. Genial. Depois de grandes promessas como "Coração de Cavaleiro", "Irmãos Grimm", "Casanova" e "Brokeback Mountain", este filme é não só a confirmação do talento deste actor, como também representa a sua entrada definitiva para a esfera dos melhores.

Infelizmente, ele não pode constatar e desfrutar o seu próprio sucesso, o fruto do seu brilhante trabalho. Que já bateu todos os recordes de bilheteiras nos Estados Unidos.

 

"Ou morres como um herói ou vives o tempo suficiente para te tornares um vilão."

(in "The Dark Knight")

 

 

Heath morreu como vilão e herói, simultaneamente. Conseguiu certamente eternizar-se através desta magnífica interpretação com vilão, e assim garantiu o sucesso como o herói de muitos dos seus fãs. Conquistou definitivamente o mundo. Surgiu uma nova lenda.

Sentimos sempre que os grandes actores que nos deliciam no grande ecrã, de alguma estranha forma nos pertencem. São algo que podemos ter como certo, algo que estará sempre lá. Sobretudo quando são jovens. Mas as leis da vida regem-se da mesma forma para todos, sempre com a mesma indiferença e injustiça...

Curiosamente no final do filme, ao contrário do que acontece na maioria, o vilão não morre. Não é castigado. Mas nós somos. Com a certeza de que não voltaremos a ver brilhar Heath Ledger. Irónico, não? A morte da tela passa para a vida real. Vale a pena perguntarmo-nos por quem acabamos por torcer ao longo de todo o filme... Pelo justiceiro de preto? Ou pela caricata e irrisória figura de cabelos loiros e sorriso inconfundível?

 

"Às vezes a verdade não é suficientemente boa. As pessoas merecem mais."

(in "The Dark Knight")

 

A verdade deste filme é uma dessas. Insuficiente. E, no entanto, tem de nos chegar e temos de nos conformar e acomodar a ela. Uma coisa é certa: Heath Ledger será sempre inesquecível!

Até sempre, Heath!

 

 

publicado por Vânia Caldeira às 11:41

 

Para ti... meu sonho, minha realidade!

publicado por Vânia Caldeira às 11:36
tags:

03
Ago 08

 

"Drama! Horror! Tragédia! Ui! O Moutinho quer sair! E agora? A equipa sente-se traída! Os adeptos, revoltados! (...) Não vejo qual é o problema. O Moutinho quer sair. É natural. O Sporting quer que ele fique. Naturalíssimo. O Moutinho tem um contrato, o Sporting quer cumpri-lo. Fica, ponto final.

Às vezes julgo que sou íntimo do Moutinho. Nos últimos cinco anos acompanhei mais o trabalho dele do que o dos meus irmãos. Preocupo-me mais com a sua saúde do que com a dos meus amigos. Vi-o mais vezes em tronco nu ao vivo, no fim dos jogos, do que vi mulheres, caramba! Mas a verdade é que nem o conheço. Só como é em campo: valente, lutador e leal. Portanto, não me posso sentir pessoalmente traído pelo Moutinho, se ele se quer ir embora.

Nem eu, nem os sportinguistas. Embora nos apeteça. O Moutinho não nos deve nada. O Moutinho não deve nada ao Sporting. Tudo o que o Sporting investiu no Moutinho foi pago em campo. Com o centro do primeiro golo contra o Newcastle. Ou com o golo contra o Sporting de Braga que garantiu a Liga dos Campeões, ou com a exibição sublime contra o Benfica, para a Taça. Mas o Sporting também não deve nada ao Moutinho. Há jogadores a quem devemos, como ao Manuel Fernandes. Há outros que nos ficam a dever, como o Bueno. Não é o caso do Moutinho. Estamos de contas saldadas. A maneira como ele disse que queria sair é um pormenor. Vale é o contrato. (...)

Quem acha que o Moutinho vai amuar e render pouco, nunca o viu em campo. Não é preciso conhecê-lo pessoalmente para saber isso, basta tê-lo visto jogar."

 

Zé Diogo Quintela in "A minha fé" - Jornal "A Bola"

 

 

O Zé Diogo não podia ter mais razão nesta crónica. Os assobios que ontem se fizeram ouvir ao capitão não foram justos. Por tudo aquilo que ele sempre nos deu, por se entregar sempre em campo. Mesmo que as palavras não tenham sido as mais bonitas, o que conta são as atitudes no relvado. E aí o "puto-maravilha" é imparável e, ficando no Sporting, continuará a entregar-se ao clube de corpo e alma, como sempre o fez. Continuará a fazer exibições que envergonharão todos aqueles que ontem não souberam respeitar o nosso capitão. E que serão motivo de muitos mais aplausos (que aliás, ontem, também abundaram).  A equipa já mostrou estar com João Moutinho: viram-se sorrisos sinceros, incentivos e actos de companheirismo. Viu-se Polga entregar com orgulho a braçadeira de capitão a Moutinho. No jogo de apresentação, Moutinho conseguiu dividir Alvalade entre os aplausos e os assobios. Nos jogos desta época conseguirá, certamente, com o seu enorme espírito, unir a equipa, enquanto capitão, e unir todos os sportinguistas perante os seus inquestionáveis talento e entrega. É tudo uma questão de tempo. Boa sorte, João! 

publicado por Vânia Caldeira às 10:31

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
16

18
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO