Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

04
Ago 08

 

"The Dark Knight". Um grande filme, uma intriga excelente e um elenco de luxo. Com grandes actuações de Christian Bale, Aaron Eckhart, Morgan Freeman e Michael Caine. Porém, é inevitável que as atenções, ao longo de todo o filme, se centrem num único actor: Heath Ledger. É impossível tirar os olhos dele e da sua extraordinária performance. A última. A melhor. E, por isso, queremos absorver toda a sua actuação, aproveitar e desfrutar da sua arte de representar... Uma última vez.

O Joker (Coringa) é um personagem complexo e incompreensível, possuído pela loucura, com um olhar obsessivo e penetrante, um tique maníaco com a língua, o rosto alterado pintado de branco e tingido de vermelho. Um sorriso forçado com esse vermelho sangue. As cicatrizes. A personagem sinistra pode hoje ser vista como um presságio do que acabou por acontecer.

 

 

Este foi, literalmente, o papel da vida de Heath Ledger. E que papel! Que actuação! Verdadeiramente arrepiante. Perfeito a todos os níveis. Heath Ledger recriou esta personagem de BD de forma única, intensa e profunda. Genial. Depois de grandes promessas como "Coração de Cavaleiro", "Irmãos Grimm", "Casanova" e "Brokeback Mountain", este filme é não só a confirmação do talento deste actor, como também representa a sua entrada definitiva para a esfera dos melhores.

Infelizmente, ele não pode constatar e desfrutar o seu próprio sucesso, o fruto do seu brilhante trabalho. Que já bateu todos os recordes de bilheteiras nos Estados Unidos.

 

"Ou morres como um herói ou vives o tempo suficiente para te tornares um vilão."

(in "The Dark Knight")

 

 

Heath morreu como vilão e herói, simultaneamente. Conseguiu certamente eternizar-se através desta magnífica interpretação com vilão, e assim garantiu o sucesso como o herói de muitos dos seus fãs. Conquistou definitivamente o mundo. Surgiu uma nova lenda.

Sentimos sempre que os grandes actores que nos deliciam no grande ecrã, de alguma estranha forma nos pertencem. São algo que podemos ter como certo, algo que estará sempre lá. Sobretudo quando são jovens. Mas as leis da vida regem-se da mesma forma para todos, sempre com a mesma indiferença e injustiça...

Curiosamente no final do filme, ao contrário do que acontece na maioria, o vilão não morre. Não é castigado. Mas nós somos. Com a certeza de que não voltaremos a ver brilhar Heath Ledger. Irónico, não? A morte da tela passa para a vida real. Vale a pena perguntarmo-nos por quem acabamos por torcer ao longo de todo o filme... Pelo justiceiro de preto? Ou pela caricata e irrisória figura de cabelos loiros e sorriso inconfundível?

 

"Às vezes a verdade não é suficientemente boa. As pessoas merecem mais."

(in "The Dark Knight")

 

A verdade deste filme é uma dessas. Insuficiente. E, no entanto, tem de nos chegar e temos de nos conformar e acomodar a ela. Uma coisa é certa: Heath Ledger será sempre inesquecível!

Até sempre, Heath!

 

 

publicado por Vânia Caldeira às 11:41

07
Ago 06

Um filme que vale a pena ver nas salas de cinema: MIAMI VICE... Para quem se recorda da antiga série... cá está o filme no seu melhor.

"Ricardo Tubbs (Jamie Foxx, vencedor de um Óscar da Academia) tem um estilo urbano e sempre actualizado com as últimas tendências. Ele vive com Trudy (Naomie Harris), uma analista de sistemas nascida no Bronx, numa missão infiltrada de transporte de carregamentos de droga para o sul da Florida, a fim de identificar um grupo responsável por três assassinatos.

Sonny Crockett (Colin Farrell) é carismático e um verdadeiro quebra-corações até, ao começar a trabalhar infiltrado para o fornecedor do grupo do sul da Florida, se envolver com Isabella (Gong Li), uma cubana de origens orientais, mulher de um traficante de armas e droga.

A melhor atitude para trabalhar infiltrado é pôr o volume no máximo e libertar as inibições.
A intensidade deste caso leva Crockett e Tubbs até ao limite onde a identidade própria e a personagem se confundem, onde polícia e interveniente se tornam um. Isto é especialmente notório para Crockett no seu romance com Isabella e para Tubbs quando a sua missão coloca em perigo pessoas que lhe estão muito próximas.

Ricardo Tubbs (Jamie Foxx, vencedor de um Óscar da Academia) tem um estilo urbano e sempre actualizado com as últimas tendências. Ele vive com Trudy (Naomie Harris), uma analista de sistemas nascida no Bronx, numa missão infiltrada de transporte de carregamentos de droga para o sul da Florida, a fim de identificar um grupo responsável por três assassinatos.

Sonny Crockett (Colin Farrell) é carismático e um verdadeiro quebra-corações até, ao começar a trabalhar infiltrado para o fornecedor do grupo do sul da Florida, se envolver com Isabella (Gong Li), uma cubana de origens orientais, mulher de um traficante de armas e droga.

A melhor atitude para trabalhar infiltrado é pôr o volume no máximo e libertar as inibições.
A intensidade deste caso leva Crockett e Tubbs até ao limite onde a identidade própria e a personagem se confundem, onde polícia e interveniente se tornam um. Isto é especialmente notório para Crockett no seu romance com Isabella e para Tubbs quando a sua missão coloca em perigo pessoas que lhe estão muito próximas." Com os brilhantes actores Colin Farrell e Jamie Foxx, ao melhor nível. Não percam esta fantástica dupla...

 

Outro excelente filme é o regresso de VELOCIDADE FURIOSA com a sua nova LIGAÇÃO TÓQUIO, repleta de drifts e cenas maradas... Para quem gosta de acção e sobretudo de carros é um filme cheio de adrenalina, que não vão querer perder no grande ecrã. Apesar da saída de Paul Walker deixar saudades, Lucas Black, o protagonista, não fica nada atrás.

Fast & Furious: Tokyo Drift

Para evitar uma pena de cadeia, Shaun Boswell, muda-se para Tóquio para viver com um tio. Num dos subúrbios da cidade, deixa-se arrastar para o submundo do "Street Racing", onde a velocidade é lei e os drifts uma competição...


 Filmes românticos... THE LAKE HOUSE, acerca do paralelismo de duas vidas separadas pelo tempo, mais precisamente por 2 anos. Uma história de um amor à distância gerado pela partilha de uma casa e ... de uma caixa de correio. Kate Forster (Sandra Bullock) é uma médica solitária que morava numa casa à beira de um lago que acaba de vender. Sem perceber exactamente porquê, começa a trocar cartas de amor com o novo proprietário, Alex (Keanu Reeves), um arquiteto frustrado. Este relacionamento escrito dura dois anos até que, percebendo que estiveram a perder tempo, eles decidem correr atrás dele...
Quando a diferença temporal é interrompida, e as personagens protagonizadas por Sandra Bullock e Keanu Reeves acabam por se cruzar casualmente (sem se cruzaraem) ... tudo, mas mesmo tudo, pode acontecer. Genial!

publicado por Vânia Caldeira às 14:30
sinto-me:
tags:

19
Jul 06

"Esta é a minha mulher, Lorraine. Um dia, abri os olhos e não soubem quem ela era...Mas não tardou muito até os abrir na esperança de que ela lá estivesse, pois, apesar de ser uma estranha, sabia que ela me amava."

"Terry" (David James Elliott)

filme "Um homem sem memória"

publicado por Vânia Caldeira às 14:47
sinto-me:
tags:

18
Jul 06

As férias sabem sempre muito bem... enquanto duram... agora parecem ter sido curtas demais!

Enfim, aproveitei para ler, trabalhar para o bronze e descansar.

Para já, até podia falar de várias coisas de que não tive oportunidade de falar: o 4.º merecido lugar da Selecção Nacional, a fantástica e justa recepção dos portugueses aos nossos heróis, ou da injustiça na atribuição do prémio de "melhor jogador do mundial" ao Zidane... Sim, porque o Cristiano tem falta de fair-play... mas o Zizou é um exemplo a seguir.

Mas, sinceramente, não me apetece. Quero apenas informar, para quem ainda não se apercebeu, de que estão a sair uns livrinhos com os iogurtes da DANUP que já foram adaptados ao cinema. Estou a ler apenas um e estou a achar a história muito interessante: AS PONTES DE MADISON COUNTY de Robert James Waller. Também li, nestas férias, NÃO ME CONTES O FIM da fantástica escritora portuguesa Rita Ferro e é, simplesmente, excepcional, quer na arte da escrita, quer na intersecção temporal e na história, propriamente dita.

Quanto a filmes... Não tenho visto muitos, esta semana última não vi mesmo nenhum... Mas recomendo: DIZEM POR AÍ, tanto para quem gosta de boatos, como para quem não gosta. Com óptimas interpretações de Jennifer Aniston e, imaginem só, Kevin Costner. Um dos filmes do ano é concerteza MUNIQUE, protagonizado por Eric Bana, o actor australiano que deu um lindo "Heitor" noutro filme genial - TRÓIA (apesar do reduzido rigor na reprodução da lenda - o Orlando Bloom até pode ser Páris mas quem é que acredita que o monstro mitológico Aquiles pode ser parecido com Brad Pitt - não faz mal!!! ). Para amantes de romances, aconselho que vejam TERRA DE PAIXÕES, um filme de muito sofrimento mas com uma bela história de um amor que todos quiseram tornar impossível, com Gerard Depardieu. Fantasia... essa pode ser vista num filme leve mas com fantásticas paisagens e lendas de encanatar: EARTHSEA - TERRA-MAR. Fãs (muito mesmo) do Johnny Depp: vejam o LIBERTINO... mas aviso, só para o ver a ele, porque o filme propriamente dito: é muito lento no desenvolvimento da história, dá sono e é demasiado dado a pleonasmos.

Agora chega... Vou dar uma vista de olhos pelos blogs e dar uma volta à Ericeira.

Beijinhos e até um destes dias.

publicado por Vânia Caldeira às 15:33
sinto-me:

07
Jul 06
Para quem gosta de filmes dramáticos há três que recomendo vivamente:
- UM HOMEM SEM MEMÓRIA - sobre a dificuldade de um homem que depois de um acidente fica amnésico em se integrar novamente no seio de uma família, cujas pessoas que em tempos lhe foram mais queridas, não reconhece.
- MAR ADENTRO - um filme espanhol que põe em causa a questão da eutanásia: até que ponto as pessoas deviam ter o direito sobre a sua vida? Será que não é justo que um homem em sofrimento dezenas de anos e que se sente agora, mais do que nunca, um peso para a família decida morrer? Ou simplesmente porque a sua vida nem isso se pode chamar.
- LA CHIAVE DI CASA (A CHAVE DE CASA) - sobre um menino deficiente que tem, no entanto, uma enorme sensibilidade e inteligência. Só ao fim de todos estes anos, o pai decido conhecer e viver com o filho levando-o para uma clínica alemã. Mas até que ponto cada um deles irá suportar esta nova experiência das suas vidas?
Noutra vertente, GOAL! é um filme excepcional e cativante, que nos faz sofrer com a personagem e desejar que ele concretize os seus objectivos... e no fim... triunfe! Espectacular! Com a participação das vedetas do futebol: Beckham, Raul e Zidane (maldito sejas!).
DREAMER ou TUDO POR UM SONHO com Kurt Russell é um óptimo filme para ver em família, sobre a história de uma família decadente que, por um sonho e por um cavalo, voltará a ser a família feliz de outros tempos.
MATCH POINT é outro grande filme em que um homem, ao ser professor de ténis, conhece a irmã de um dos seus alunos, por sinal, bastante rica. Apaixona-se (?) e casa-se com ela. Mas de repente surge a namorada do tal amigo... E ela é demais (basta dizer que cabe a Scarlett Johansson) o papel! Depois de provar do bem bom... ele começa a perceber que a bela loira quer mais do que umas simples noites: quer que ele largue a mulher e avisa estar grávida. Ao começar-se a aperceber do perigo em que se envolveu, ele fará de tudo para salvar o seu casamento. De tudo, mesmo!
Para quem gosta de ver histórias de frustrados que, no entanto, acabam bem... é ver Nicholas Cage em THE WEATHER MAN (O HOMEM DO TEMPO). Exacto... aquele da meteorologia.
Clive Owen e Jennifer Aniston também estão muito bem em PECADO CAPITAL. Eles conhecem-se no metro e nunca mais resistem um ao outro: sempre à mesma hora. Até que um dia decidem ir a um motel de noite ... e são assaltados. Ele é espancado, ela violada. Mas a história não fica por aqui: ele será pressionado a dar-lhes dinheiro, sob a ameaça de contarem tudo à mulher.... Mas quem é afinal o culpado? (Quanto a mim: homens infiéis são sempre culpados!)
Politiquices: é a chave de SYRIANA - deve ter sido por isso que não só não gostei do filme como não percebi nada: que seca!
Para rir: TERAPIA DO AMOR. Uma trintona (Uma Thurman) consulta regularmente uma terapeuta do amor, que a aconselha nas suas escolhas. Recém-divorciada conhece um rapaz dez anos mais novo e apaixona-se... Confusa, pedo apoio à terapeuta, que insiste para que ela se deixe envolver nessa relação. O únci problema surge quando a terapeuta (Meryl Streep) descobre que o tal jovem... é exactamente o seu filho!
Bons filmes
 
publicado por Vânia Caldeira às 14:05
sinto-me:
tags:

04
Jul 06

Dos últimos filmes que tenho visto ultimamente gostei particularmente do INSTINTO FATAL II. Se o primeiro fora bom, este é genial. Sharon Stone no seu melhor, neste fantástico filme de suspense constante.

Para quem gosta de patinagem no gelo e desportos radicais vale a pena ver PAIXÃO DE VENCER (ATÉ AO OURO), uma fantástica comédia romântica, que alia uma grande paixão a uma enorme vontade de vencer. Porém O MELHOR JOGO DE SEMPRE sobre o golfe, também é uma óptima alternativa, dentro do mesmo género.

Outro fantástico filme, um verdadeiro clássico, uma adaptação de uma grande obra literária: ORGULHO E PRECONCEITO é simplesmente fantástico, um filme envolvente e encantador, com os papéis principais entregues a dois excelentes actores. Keira Knightley está excepcional para o papel.

Quanto aos preconceituosos que se desenganem: O SEGREDO DE BROKEBACK MOUNTAIN é um dos melhores filmes que alguma vez vi. Inicialmente estava duvidosa quanto ao seu valor. Comecei a vê-lo e algumas imagens não me agradaram particularmente. Mas é impossível chegar ao fim do filme sem adorar os personagens, porque ainda tentam lutar contra o estranho sentimento que os une, porque casam, têem filhos... Mas o amor que os une é mais forte que qualquer ordem social estabelecida, que qualquer noção de família, que a sua própria vontade...E porque o final é simplesmente brilhante: uma verdadeira e eterna prova de que aquele amor é possível e é verdadeiro. Um aplauso aos magníficos desempenhos dos lindíssimos Heath Ledger e Jake Gylenhaal.

Bons filmes...

publicado por Vânia Caldeira às 21:30
sinto-me:
tags:

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO