Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

03
Ago 08

 

"Drama! Horror! Tragédia! Ui! O Moutinho quer sair! E agora? A equipa sente-se traída! Os adeptos, revoltados! (...) Não vejo qual é o problema. O Moutinho quer sair. É natural. O Sporting quer que ele fique. Naturalíssimo. O Moutinho tem um contrato, o Sporting quer cumpri-lo. Fica, ponto final.

Às vezes julgo que sou íntimo do Moutinho. Nos últimos cinco anos acompanhei mais o trabalho dele do que o dos meus irmãos. Preocupo-me mais com a sua saúde do que com a dos meus amigos. Vi-o mais vezes em tronco nu ao vivo, no fim dos jogos, do que vi mulheres, caramba! Mas a verdade é que nem o conheço. Só como é em campo: valente, lutador e leal. Portanto, não me posso sentir pessoalmente traído pelo Moutinho, se ele se quer ir embora.

Nem eu, nem os sportinguistas. Embora nos apeteça. O Moutinho não nos deve nada. O Moutinho não deve nada ao Sporting. Tudo o que o Sporting investiu no Moutinho foi pago em campo. Com o centro do primeiro golo contra o Newcastle. Ou com o golo contra o Sporting de Braga que garantiu a Liga dos Campeões, ou com a exibição sublime contra o Benfica, para a Taça. Mas o Sporting também não deve nada ao Moutinho. Há jogadores a quem devemos, como ao Manuel Fernandes. Há outros que nos ficam a dever, como o Bueno. Não é o caso do Moutinho. Estamos de contas saldadas. A maneira como ele disse que queria sair é um pormenor. Vale é o contrato. (...)

Quem acha que o Moutinho vai amuar e render pouco, nunca o viu em campo. Não é preciso conhecê-lo pessoalmente para saber isso, basta tê-lo visto jogar."

 

Zé Diogo Quintela in "A minha fé" - Jornal "A Bola"

 

 

O Zé Diogo não podia ter mais razão nesta crónica. Os assobios que ontem se fizeram ouvir ao capitão não foram justos. Por tudo aquilo que ele sempre nos deu, por se entregar sempre em campo. Mesmo que as palavras não tenham sido as mais bonitas, o que conta são as atitudes no relvado. E aí o "puto-maravilha" é imparável e, ficando no Sporting, continuará a entregar-se ao clube de corpo e alma, como sempre o fez. Continuará a fazer exibições que envergonharão todos aqueles que ontem não souberam respeitar o nosso capitão. E que serão motivo de muitos mais aplausos (que aliás, ontem, também abundaram).  A equipa já mostrou estar com João Moutinho: viram-se sorrisos sinceros, incentivos e actos de companheirismo. Viu-se Polga entregar com orgulho a braçadeira de capitão a Moutinho. No jogo de apresentação, Moutinho conseguiu dividir Alvalade entre os aplausos e os assobios. Nos jogos desta época conseguirá, certamente, com o seu enorme espírito, unir a equipa, enquanto capitão, e unir todos os sportinguistas perante os seus inquestionáveis talento e entrega. É tudo uma questão de tempo. Boa sorte, João! 

publicado por Vânia Caldeira às 10:31

acho mal o teu primeiro post dp d ferias ser sobre o scp.podia ser sobre as belas aventuras algarvias..lol
beijinhos
coisasquetais a 3 de Agosto de 2008 às 17:52

Só podia mesmo ser sobre o SCP. Até porque uma considerável parte das aventuras algarvias foi dedicada a ver o meu clube ganhar ao teu... eheh ;) Beijinho*

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
16

18
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO