Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

03
Fev 08

 

No silêncio da noite escura olhei-te... Lambi com as minhas córneas cada traço do teu rosto, cada pequeno sinal, senti sem tocar o calor que emanava da tua pele. Pesquisei a sua textura, ora suave como a seda, ora espessa, rude e forte. Percorri as linhas bem delineadas do teu tronco, semelhante a um mapa, onde me posso perder ou encontrar.

As tuas pálpebras cerradas, sob a luz do luar que teimava em entrar pela janela, davam-me a tranquilidade de uma eternidade segura, davam-me a possibilidade de te obervar em segredo, de te conhecer profundamente enquanto dormias...

Tinhas um temperamento complicado, sempre tiveste... Ora doce e meigo, atencioso, preocupado, ora domado pela revolta, indignação sem limites, egoísta... Nunca fora fácil estar contigo e, no entanto, eu sempre quisera estar a teu lado, beber desse temperamento. Mas repentinamente tudo mudou...

Ao olhar-te, sob o véu da noite escura, percebi que eras um homem quase perfeito. O homem que muitas mulheres desejariam ter, possuir... Também compreendi o quanto me amavas, do teu modo desajeitado, qual criança que dá os primeiros passos, que começa a caminhar.

Percebi que eras um óptimo homem. Apenas não eras homem para mim.

Talvez a culpa fosse tua, do teu temperamento intempestivo e inconsequente, da tua completa ausência de sonhos a realizar, ideais em que acreditar, do teu egoísmo que me excluía constantemente desse universo só teu.

Talvez a culpa fosse minha, da minha intransigência, da imagem perfeita de um homem que criei e procuro a meu lado. Compreendi que não eras homem para mim.

No silêncio da noite escura, levantei-me com a leveza de uma bailarina, dei-te um último beijo . talvez de pena, talvez de carinho - e saí. Antes de fechar a porta, olhei-te uma última vez. E soube que era para sempre. Eras um homem quase perfeito. Simplesmente o "quase" não era suficiente.

publicado por Vânia Caldeira às 14:57

"I've learned a lot about women. I think I've learned exactly how the fall of man occured in the Garden of Eden. Adam and Eve were in the Garden of Eden, and Adam said one day, "Wow, Eve, here we are, at one with nature, at one with God, we'll never age, we'll never die, and all our dreams come true the instant that we have them." And Eve said, "Yeah... it's just not enough is it?"

Bill Hicks
André a 4 de Fevereiro de 2008 às 18:10

Brilhantemente oportuno, como sempre. ;) Beijinho*
Vânia Caldeira a 5 de Fevereiro de 2008 às 20:23

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO