Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

14
Jan 08

 

Muitas vezes, enquanto passeio nas ruas ou viajo de autocarro, surgem-me certas ideias, determinadas reflexões, pensamentos, teorias... O dia de hoje não foi excepção.

Não sei bem porquê apercebi-me de que estamos sempre à espera de qualquer coisa.

Isso reflecte-se, de uma forma muito básica e intrínseca, nas várias fases etárias da nossa vida: quando somos crianças esperamos tornarmo-nos belos jovens para podermos decidir mais acerca da nossa vida e adquirirmos maior independência. Quando somos jovens percebemos que ainda não chega. E esperamos ansiosamente adquirir a maioridade que parece, em muitos dias, as soluções dos nossos problemas. Já adolescentes esperamos pelo nosso futuro, acreditamos que o vamos preparando aos poucos, que desbravamos o caminho que nos leva a ele. Não sei bem o que esperam os mais adultos. Acredito que esperem construir carreiras de sucesso, constituir família, realizar todos os seus sonhos, ser felizes. Com o passar dos anos, restam cada vez menos coisas por que esperar.

O que é que será que esperamos aos 60? Provavelmente a reforma e uma vida mais calma, com tempo para não fazer simplesmente nada ou fazermos aquilo que nunca tivemos oportunidade... O mais certo é esta vida não se revelar assim tão satisfatória quanto isso. Caímos na monotonia, os dias custam cada vez mais a passar, apodera-se de nós a solidão... Enfim...

Não sei. Mas o que vejo nos olhos dos mais velhos é o olhar baço de quem já não espera nada da vida... Isto, porque, muito provavelmente, só lhes resta esperar pela morte. Têm o rosto talhado por sulcos de experiência, por anos de cansaço, por uma vida de esperas...

Para quê esperar? Se podemos nunca alcançar as nossas metas, se o destino pode pregar-nos uma partida e levar-nos mais cedo?! Para quê esperar por uma vida que pode nunca ser como a concebemos, como a imaginámos...

O importante é viver cada momento como se fosse o último e lutar para que as coisas aconteçam, em vez de ficar simplesmente à espera...

publicado por Vânia Caldeira às 20:15
tags: ,

sem dúvida. para quê esperar? Mas às vezes estamos tão agarrados às coisas que nem damos pelo tempo a passar. É assim que me sinto em relação ao curso. Todos a aproveitar, e nós, porque vamos fazer a profissão mais nobre do Mundo, temos de nos sujeitar.
beijinhos
coisasquetais a 14 de Janeiro de 2008 às 22:11

Gostei dessa... da profissão mais nobre do mundo... lol. Beijinho
Vânia Caldeira a 15 de Janeiro de 2008 às 13:45

Eu acho que não espero nada.
André a 14 de Janeiro de 2008 às 23:02

Penso que sim, que o importante é viver cada momento e aproveitá-lo, registá-lo... E um dia mais tarde recordá-lo e partilhá-lo.
Mauro André a 15 de Janeiro de 2008 às 14:29

Que bom "ver-te" por aqui.. Acho que nós teremos certamente bons momentos para recordar daqui a uns anos... e tu podes sempre contá-los ao Zardilack... lol. Beijinho grande
Vânia Caldeira a 15 de Janeiro de 2008 às 20:41

Bem, já cá tinha estado, mas este texto está fantastico... e não posso deixas de concordar que a nossa maior batalha e a nossa luta interior mais complicada é aquela que nós travamos entre nós...
Parãbens pelas palavras...
herewithme a 15 de Janeiro de 2008 às 21:31

Obrigada. É sempre muito bom receber-te no meu blog. Beijinho*
Vânia Caldeira a 16 de Janeiro de 2008 às 13:53

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

13
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO