Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

25
Dez 07

 

E passou mais uma Véspera de Natal. O ritual do costume: a típica e abundante ceia de Natal, seguida de um filme de Natal, para o tempo passar mais depressa. Até que faltam apenas alguns minutos para a meia-noite. Não sou muito curiosa relativamente às prendas. Não ando desesperada para descobrir o que escondem os embrulhos... pelo contrário, prefiro não saber. A mística da Noite de Natal para mim passa pelo "saborear" de cada descoberta, por cada surpresa.

Hoje em dia, o meu sentimento acerca dos presentes supera todo e qualquer materialismo. Vai muito além disso. São importantes enquanto prova de que os nossos familiares e amigos se lembram de nós. E é curioso descobrir o que cada um meticulosamente nos destinou. A sua escolha mostra que nos conhecem, que sabem as nossas preferências, o que mais gostamos... Comigo é raro não acertarem.

E, este ano, a história repetiu-se. Todos os presentes se revelaram boas surpresas - livros ("O Rio das Flores", "A Filha do Capitão" e "A Medicina segundo o Dr.House" revelaram-se óptimas surpresas), perfumes e sabonetes, umas giríssimas pantufas com uns cãezinhos, adereços (uma mala, duas echarpes, um colar), agendas, chocolates, uma mantinha quentinha (ideal para este frio horrível), etc...

 

 

Mas os melhores presentes são aqueles que não desembrulhei ontem. Aqueles que o Pai Natal deixou no sapatinho para que eu os abra e deles desfrute ao longo de todo o ano: amor, felicidade, saúde, amizade, sonhos concretizados e sucesso! São essas as melhores prendas que a vida me pode reservar!

publicado por Vânia Caldeira às 20:46
tags:

Eu detesto surpresas. Gosto de ter tudo planeado. Nem que seja planear uma surpresa. ;)
Detestei o factor surpresa, adorei o facto de me terem oferecido aquilo que era um sonho desde há algum tempo. Adorei os momentos todos! As expressões das pessoas, os abraços e beijinhos. Ao fim de 20 anos consigo dizer que gostei do Natal. Não pelas prendas mas pelo que foi feito para mostrar que se gosta realmente de alguém. Gostava de alargar isso ao resto do ano... Entristece-me o facto de ser mais fácil deixar de falar a uma pessoa a dizer que se gosta de alguém, por exemplo...

Queria agradecer-te pelos votos de boas festas. Tiveste papel no sucedido com as tuas atitudes (sou leitor assíduo e ainda consigo falar contigo... (nem que seja de 3 em 3 meses! eheh)). Acho que esse teu espírito positivo chegou a este lado. Afinal de contas, se pode ser tão positivo p'ra alguém, porque não aqui também?

Espero que tenhas passado momentos melhores ainda que os meus!

Beijinho de quem ainda gostava de te voltar a ver antes de mudar o ano.
André a 26 de Dezembro de 2007 às 02:55

Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
18
19
21
22

23
26
27
28
29

30


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO