Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

26
Jun 07

myspace layouts, myspace codes, glitter graphics

 

Tenho 20 anos... Aparentemente poderia ser a afirmação mais vulgar do mundo. Mas não é... Deparei-me agora com o conflito que ela me causa. Na verdade, compreendi ainda há pouco, ao responder a um questionário que me esqueço da idade que tenho. Ia escrever 18 anos, imagine-se... Depois 19. E depois percebi os erros consecutivos.

Como o tempo passa. Ainda me recordo de ter feito, bem há pouco tempo, 18 aninhos. Recordo-me da festa surpresa, a melhor da minha vida! Inesquecível, completa, perfeita... a melhor forma de celebrar o 18.º aniversário. Lembro-me do 12.º ano, do stress constante, da terrífica preocupação com os exames nacionais. Depois o insucesso e angústia de não ter entrado em Medicina.

No meu curto relato cronológico é aqui que entra a Faculdade de Letras e o início da minha vida académica. A entrada na faculdade é qualquer fenómeno extraordinário e inesquecível: novas sensações e emoções, novas pessoas, novos amigos (e amigos para a vida), um novo sentido de responsabilidade, uma nova forma de encarar o mundo. Ser estudante académico é um estilo de vida, uma forma de pensar...

Os 19 anos trouxeram novas certezas: entre as quais a mais importante de todas  - a de que não podia desistir do sonho da Medicina. E os 20 anos (os tais que não recordo, os tais dos quais não me consciencializo) são a prova disso: valeu a pena! Agora 2.º ano de faculdade, 1.º na Faculdade de Medicina...

Tenho 20 anos. É um facto... Que me continua a ser estranho. O tempo passou rápido. E continuará a passar... E continuarei a ter de fazer uma pausa, uma ligeira hesitação, para ponderar e me recordar que idade tenho. Ainda ontem entrei radiante em Medicina, hoje estou "internada" a estudar Anatomia para ir à oral, amanhã terei o 1.º ano concluído e, quando der por isso, estou a sair formada da faculdade.

20 anos. Tanto e tão pouco ao mesmo tempo. Para trás uma vida de estudos, de esforço, de trabalho, de escolhas... Pela frente uma vida inteira, uma panóplia de sonhos, uma reflectida lista de objectivos, uma caixinha de segredos à espera de ser revelada, em cada dia.

publicado por Vânia Caldeira às 23:59
tags:

22
Jun 07

 

Uma noite encantadora e inesquecível... Os Il Divo emanaram magia com a sua simpatia, o seu cavalheirismo, o seu charme, a sua beleza mas, sobretudo, com as suas extraordinárias vozes, capazes de nos darem asas e reportarem para o mundo dos sonhos.

Um concerto verdadeiramente sublime! Como sempre os 4 brilharam cada um com o seu traço peculiar: David, dono de uma empatia extraordinária com o público; Carlos, sempre brincalhão; Sebastien e o seu charme francês; Urs e a sua discrição aliada à sua beleza.

Espero que voltem depressa a Portugal! 

  

 

 

 

publicado por Vânia Caldeira às 23:55
tags:

14
Jun 07

"É uma escada em caracol

e que não tem corrimão.

Vai a caminho do Sol

mas nunca passa do chão.

Os degraus, quanto mais altos,

mais estragados estão.

Nem sustos nem sobressaltos

servem sequer de lição.

Quem tem medo não a sobe.

Quem tem sonhos também não.

Há quem chegue a deitar fora

o lastro do coração.

 

Sobre-se numa corrida.

Correm-se p'rigos em vão.

Adivinhaste: é a vida

a escada sem corrimão."

David Mourão-Ferreira

publicado por Vânia Caldeira às 10:08
tags: ,

01
Jun 07

 

Muitos Parabéns!

 

Porque a convenção assim o impõe, primeiro vêm sempre os desejos, não menos sentidos, mas sempre mais banais: muita alegria, muita diversão, muito sucesso, muitas festas, muita saúde (ai, ai... e depois o meu emprego???)...
Que o facto de teres nascido no Dia da Crianca seja mais um motivo para manteres sempre esse teu lindo sorriso de menino. Nunca deixes de ser sincero, autêntico e pleno em tudo o que fazes e em tudo o que dás aos outros.

Nunca deixes de ser criança nas atitudes, nos gestos, nas pequenas loucuras... nunca deixes de dar três ou quatro voltas em cada rotunda que encontres ou de me tentar projectar de um lado ao outro no banco do carro (cuidado com as más interpretações). Nunca deixes de sorrir à vida, mesmo perante as adversidades, para que ela também te possa sorrir!
Obrigada por seres tao genuíno! Obrigada pela tua verdadeira amizade! Obrigada por, de uma ou outra forma, estares sempre presente. Obrigada pela compreensão, conforto e segurança que o teu olhar me transmite em cada momento. Obrigada por tudo o que és e pelo bem que me fazes.

 

Neste dia tão especial: Muitos Parabéns!

 

 

"A amizade é o conforto indescritível de nos sentirmos seguros com uma pessoa, sem ser preciso pesar o que se pensa, nem medir o que se diz."

George Elliot

publicado por Vânia Caldeira às 10:51
tags:

Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO