Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

05
Set 06

Há muito tempo que conhecemos as Sete Maravilhas do Mundo e que elas representam todo um mundo no seu esplendor...

Pois é, o problema é que dessas maravilhas do antigo mundo já apenas resta uma... as Pirâmides de Gizé. Logo, torna-se necessário e urgente escolher as Maravilhas do Novo Mundo, os sete lugares que marcam o nosso globo em termos culturais, arquitéctonicos, religiosos, sociais, e em muitas outras vertentes. É preciso escolher novos marcos de um novo mundo que se impõe. Todos podem participar nesta votação a decorrer no  mundo inteiro... Consultem http://www.new7wonders.com/

Apesar de Portugal não ter nenhuma Maravilha a ser assinalada (ao que parece), é na capital do nosso país que serão revelados os resultados desta votação e eleição mundial. Este evento ocorrerá em Lisboa numa data também ela simbólica, afinal as Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno serão reveladas a dia 7 de Julho de 2007, isto é, 7/07/07.

As opções são 21 e são as seguintes:

ACRÓPOLE DE ATENAS, GRÉCIA (450-330 a.C) - Símbolo de Civilização e Democracia   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Construída no cume daquela que ficou conhecida como a "Colina Sagrada“ de Atenas, a finalidade da Acrópole seria irradiar poder e proteção para os seus cidadãos. Os templos da Acrópole tornaram-se os mais famosos pontos de referência arquitetônicos dos tempos antigos e modernos. Atualmente, o Parténon, em particular, constitui um símbolo internacional da civilização grega. O próprio logotipo da UNESCO é composto por uma ilustração gráfica do templo, representando a cultura e a educação.

 

ALHAMBRA - Símbolo de Dignidade e Diálogo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Mohammed I, o primeiro rei dos Nazaris – uma das dinastias mouriscas de Granada – converteu um castelo do século IX em sua residência privada, dando origem ao que conhecemos hoje como a Alhambra. A estrutura, que ocupa uma área de 13 hectares, é conhecida pelos belíssimos afrescos e pelos pormenores do seu interior. O edifício constitui também um dos mais belos exemplos da arquitetura mourisca em todo o mundo, sendo uma das atrações turísticas mais visitadas na Europa.

 

 ANGKOR, CAMBOJA (séc. XII) - Símbolo de Beleza e Santidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Angkor é o monumento mais importante do império Khmer do sudeste da Ásia e o maior templo sagrado do mundo. Construído durante o reinado do rei Suryavarman no início do século XII, Angkor é famoso pela complexidade de detalhes e pela sua extraordinária beleza. Com fossos de água, muralhas concêntricas e a magnífica montanha onde se situa o templo localizada no centro, Angkor simboliza o cosmos hindu, com os oceanos em volta e com o monte Meru como centro do universo.


PIRÂMIDE EM CHICHÉN ITZÁ, MÉXICO (anterior a 800 d.C.) - Símbolo de Culto e Conhecimento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 A pirâmide em Chichén Itzá (anterior a 800 d.C.), Península de Yucatan, México,Chichén Itzá, a mais famosa Cidade Templo Maia, funcionou como centro político e econômico da civilização maia. As várias estruturas – a pirâmide de Kukulkan, o Templo de Chac-Mool, a Praça das Mil Colunas, e o Campo de Jogos dos Prisioneiros – podem ainda hoje ser admiradas e são demonstrativas de um extraordinário compromisso para com a composição e espaço arquitetônico. A pirâmide foi o último e, sem qualquer dúvida, o mais grandioso de todos os templos da civilização maia.

 CRISTO REDENTOR, RIO DE JANEIRO, BRASIL (1931.) - Símbolo de Hospitalidade e Abertura

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Esta estátua de Jesus, com cerca de 38 metros de altura, situa-se no topo do morro do Corcovado com vista sobre o Rio de Janeiro. Projetada pelo brasileiro Heitor da Silva Costa e concebida pelo escultor francês Paul Landowski, é um dos monumentos mais conhecidos em todo o mundo. A estátua levou cinco anos para ser construída e foi inaugurada no dia 12 de Outubro de 1931. Tornou-se o símbolo da cidade e do afável povo brasileiro, que recebe quem os visita de braços abertos.

COLISEU DE ROMA, ITÁLIA (70-82 d. C..) - Símbolo de Júbilo e Sofrimento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Este grandioso anfiteatro foi construído no centro de Roma em honra aos legionários vitoriosos e para celebrar a glória do império romano. O seu design conceitual mantém a atualidade até aos nossos dias, uma vez que, passados cerca de 2000 anos, praticamente todos os modernos estádios desportivos continuam a ter o cunho inconfundível do design original do Coliseu. É através do cinema e dos livros de história que hoje temos noção das lutas cruéis e dos jogos que tinham lugar nesta arena, para júbilo dos espectadores.


ESTÁTUAS DA ILHA DE PÁSCOA, CHILE (séc. X - XVI) - Símbolo de Mistério e Espanto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Descoberta num domingo de Páscoa pelo explorador holandês Jakob Roggeveen, este conjunto de esculturas de pedra com 25 metros de altura continua a intrigar historiadores e arqueólogos quanto à sua origem. Segundo se crê, uma comunidade de origem polinésia ter-se-á estabelecido aqui durante o século IV, dando início à invulgar tradição da escultura de grandes dimensões. Estas enormes figuras de pedra, conhecidas pelo nome de Moai, teriam sido erigidas entre os séculos X e XVI e desde então não param de fascinar o mundo inteiro dotando a ilha de uma atmosfera mítica.


TORRE EIFFEL, PARIS, FRANÇA (1887-89) - Símbolo de Desafio e Progresso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Criação do Gustave Eiffel, esta magnífica torre de aço tornou-se o símbolo não só de Paris, como de toda a França. A estrutura é não apenas um ponto de referência reconhecido em todo o mundo, mas talvez mesmo a obra arquitetônica mais conhecida do mundo ocidental. Foi, até à construção do Empire State Building, a estrutura mais alta feita pelo homem. A torre é visitada por seis milhões de pessoas todos os anos.

 

 A GRANDE MURALHA DA CHINA (1887-89) - Símbolo de Perseverança e Persistência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 A Grande Muralha da China foi construída para ligar fortificações já existentes, criando um sistema de defesa unificado que impedisse as invasões do território chinês por tribos mongóis. É o maior monumento já construído pelo homem e o único visível do espaço. Muitos milhares de pessoas pagaram a construção desta estrutura colossal com a própria vida.

BASÍLICA DE SANTA SOFIA, ISTAMBUL, TURQUIA (532-537 d.C.) - Símbolo de Fé e Respeito

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 A Basílica de Santa Sofia foi construída durante o reinado do imperador Justiniano (532 – 537 d.C.), quando o império bizantino se encontrava no auge do seu poder e influência. A gigantesca cúpula, que constitui a sua característica arquitetônica mais marcante, tem desde então servido de modelo para a construção das mesquitas islâmicas. De fato, após a queda de Bizâncio, a Santa Sofia foi convertida em mesquita otomana. Atualmente o monumento é um museu que contempla tanto a religião cristã como a muçulmana.


TEMPLO DE KIYOMIZU, QUIOTO, JAPÃO (749-1855) - Símbolo de Claridade e Serenidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Concebidos no ano de 794 d.C., os palácios e templos de Quioto foram as residências dos shoguns e dos imperadores do Japão durante mais de 1000 anos. O imperador japonês é entronizado no Palácio Imperial Gosho. Entre outros edifícios dignos de referência, encontram-se os complexos de templos de Higashi Honganjie Nishi Honganji, o Templo Kinkakuji com o “Pavilhão Dourado”, e o Templo de Kiyomizu , templo das “águas cristalinas”. São vários os monumentos de Quioto que foram destruídos e por várias vezes reconstruídos durante o curso da história, encontrando-se hoje entre os locais da Ásia classificados como Patrimônio Cultural da Humanidade

KREMLIN E A PRAÇA VERMELHA, RÚSSIA (1156-1850) - Símbolo de Espírito e Simbolismo

Kremlin and Red Square

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Inicialmente construído para residência de Ivan I, o Kremlin foi a residência oficial dos Czares até à Revolução Russa de 1917. Atualmente, abriga o gabinete oficial do presidente russo. Em frente ao Kremlin, encontra-se a Praça Vermelha, uma praça imponente e exuberante que muitas pessoas associam às infames manifestações do primeiro de Maio. Perto da praça está localizada a Catedral de S. Basílio, construída na década de 1550 para comemorar a captura da fortaleza mongol de Kazan por Ivan, o Terrível.


KREMLIN E A PRAÇA VERMELHA, RÚSSIA (1460-1470) - Símbolo de Espírito e Simbolismo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Vânia Caldeira às 15:35

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO