Para sonhadores... Deixem-se levar... O blog mudou de cores, mas os sonhos são os mesmos...

25
Jun 06

Força Portugal

publicado por Vânia Caldeira às 16:40
sinto-me:

21
Jun 06

Acho que o chili está mesmo a ser cozido à portuguesa (Betandwin).

Ainda bem: hoje já tenho jantar!

publicado por Vânia Caldeira às 16:15
sinto-me:

17
Jun 06

É Hoje!!

Exige-se hoje muita Concentração
Disciplina e espírito de equipa
Para levarem, por fim, de vencida
O forte adversário que é o Irão!

Cuidado para não facilitarem
e joguem como Só Vocês sabem
Fair-Play e Brio também cabem
Para por fim e Bem, Ganharem!

Agora com Deco a meio campista
e Ronaldo sem se pôr a facilitar
Logo o jogo com Figo se conquista

E Pauleta vai de novo marcar
Para que da minha Janela eu assista
A Minha linda Rua a Festejar!

Viva Portugal!
Força Rapazes Lusitanos!

Paulo César Nunes

publicado por Vânia Caldeira às 11:29
sinto-me: portuguesa

16
Jun 06
 
If You Give Up


If you don't wanna wait
You left me inside out
It's too hard for me
There's no easy way out

You don't know and don't ask how
That i'm gonna make it work again
You don't know and don't ask why
That i'm gonna make it once again

Refrao
If you give up now, whos gonna loose
Which one of us, is given up now of being free
And if you give up now, whos gonna loose
Which one of us, is given up now of being free

Distance from between us
That we can't shake out
It's cristal clear
But it ain't gonna last

You don't know and don't ask why
That i'm trying to make it work
I'm trying to make it work

Refrao

Just look around and see
Who you really need
Who you really want

Refrao

Just look around and see
If you give up you won't be free
You won't be free yeah yeah

Never look back (x 8)
Hands on Approach
publicado por Vânia Caldeira às 20:36
sinto-me:
tags:

  Noutro dia passeando por vários blogs, descobri um muito giro e que recomendo:

http://pepitasdechocolate.blogspot.com/

Consultem que vale a pena. Uma rubrica como exemplo:

"Parabéns!!
Hoje faço anos!
Não percebo a alegria de fazer anos... Hoje acordei e olhei para o espelho... rugas... olhos caídos... peles penduradas... só quando o espelho me ladrou é que reparei que estava a olhar para o cão do vizinho. "Estranho... o cão do vizinho aqui no meu quarto de banho!?" disse eu ao Abominável Homem das Neves. "Abominável Homem das Neves?!? Ufa!!! É um pesadelo!! Isso explica o facto de haver porcos a cantar nas árvores!".
Acordei sobressaltado e corri para o espelho! Rugas... olhos caídos... peles penduradas... desta vez ele não me ladrou!
Estou velho!"
publicado por Vânia Caldeira às 20:22
sinto-me: divertida
tags:

13
Jun 06

O País deixou-se contagiar: são as casas, os carros, os estabelecimentos, as lojas, as roupas, ... Tudo tem novos tons de vermelho e verde...

Cores à parte (até porque não percebo o domínio do vermelho frente ao verde no tamanho da bandeira), é bom ver o país unido por uma causa, uma motivação, uma vontade comum... Todos falam do mesmo, todos querem ler os jornais, todos ouvem as notícias, todos tentam encontrar tempo para pregar os olhos ao relvado. Uns vão à Alemanha, outros compram plasmas, outros vão a cafés e outros limitam-se a ligar o seu velho e pequeno televisor na SIC.

Então e a Selecção? Fez um jogo, na minha opinião, muito pobre com Angola, cujo brilho se reduziu aos primeiros dez minutos... E esses prometiam uma goleada. Um fabuloso passe do experiente Figo e a pontaria certeira de Pauleta. E mais nada!

Depois são só preocupações: as lesões de Deco, o fracasso de Nuno Gomes, as borgas de Miguel, as quedas de cavalo de Petit, a antipatia na chegada à Alemanha para os fantásticos emigrantes portugueses, as birras de Ronaldo (deve ser a Merche que lhe anda a fazer mal!!!), em plena crise de identidade!

Bem... Enquanto o Irão não chega e para fugir à realidade podemos sempre ver a Floribella... Sim, o hino da comercial não faz sentido: "Por causa de vocês deixei de ver a Floribella"... Eles não valem tanto!

De qualquer forma, o desejo é global, FORÇA PORTUGAL!

publicado por Vânia Caldeira às 20:24
sinto-me: PORTUGUESA

 
Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.
Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os  dias o mesmo trajecto e as mesmas compras no supermercado.
Quem não troca de marca, não se arrisca a vestir uma cor nova, não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da TV o seu guru e seu parceiro diário(Como podem 14 polegadas ocupar tanto espaço de uma vida?)
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o "preto no branco" e os "pontos nos is" a um turbilhão de emoções indomáveis,justamente as que resgatam o brilho nos olhos, sorrisos e soluços, corações aos tropeços, sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo.
Morre lentamente quem destrói o seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projecto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe.
Evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar !!!
Pablo Neruda
publicado por Vânia Caldeira às 20:19
sinto-me:
tags:

Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15

18
19
20
22
23
24

26
27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO